CamShafts – Tudo sobre o mundo das 4 Rodas

Just another WordPress.com site

Qual a diferença de consumo entre um motor com 8 e 16 válvulas?

leave a comment »

  Certamente, vocês já fizeram ou ouviram essa pergunta. Por isso, resolvi escrever esse artigo, explicando os fatores que contribuem para diferenciar o consumo de ambos os motores. Então vamos lá:

Inicio o mesmo, com as concepções dos motores mais comuns:

- 4 cilindros em linha: É a configuração mais encontrada em carros vendidos no Brasil;

- 6 cilindros em linha: Encontrada em carros mais potentes e de categorias superiores, geralmente de luxo. Porém, é uma configuração pouco utilizada , pois não possibilita uma distribuição de peso adequada;

- 6 cilindros em “V”: Montado com 2 bancadas, contendo 3 cilindros cada uma. É mais utilizada nos carros de luxo e alguns esportivos. Como ela possui duas bancadas, todo o peso do motor é distribuído em proporção 50% – 50% em cada lado;

- 8 cilindros em “V”:  Montado com 2 bancadas, contendo 4 cilindros cada uma. É encontrada em carros de alto luxo e esportivos. Tem fama de beberrão, porém, com a tecnologia avançando a cada dia, o consumo desses motores tem diminuído muito, chegando a consumir o mesmo que um carro popular;

- 10 cilindros em “V”: Com distribuição de 5 cilindros, dispostos em 2 bancadas. Geralmente encontrado em super esportivos, são motores de alto desempenho. São desenvolvidos para suportar altas cargas de aceleração e são fabricados com materiais leves;

-12 Cilindros em “V”, com 6 cilindros distribuídos em 2 bancadas: Também é usado em super esportivos. Um dos carros que mais usam esse tipo de motor é a Ferrari. A Aston Martin também utiliza essa configuração em alguns dos seus modelos;

W12: São montados com duas bancadas laterais e uma central, contendo 4 cilindros cada uma. Essa configuração é a mais difícil de ser encontrada. Existem poucos carros que usam essas configuração: Audi A8, Volkswagen Phaeton e Bugatti Veyron. Esse último, considerado o carro mais veloz do mundo, capaz de alcançar 404 km/h.

Agora, vamos aos fatos:

  No Brasil, a categoria de carros mais vendidos são: Os populares, Compactos, Compactos Premium e sedans médios. Nesses carros, geralmente, estão disponíveis motores com configuração de 4 cilindros em linha, com 8 ou 16 válvulas. Fazendo uma conta relativamente simples, os motores de 8 válvulas são montados com 2 válvulas por cilindro: 1 (uma) válvula de admissão e 1 (uma) válvula de escape. Como são 4 cilindros, por isso temos 8 válvulas. O de 16 válvulas, possuem 4 válvulas por cilindro. 2 (duas) de admissão e 2 (duas) de escape.

  As razões que levam um motor de configuração 16 válvulas consumir mais que um 8 válvulas, está ligado ao seu funcionamento e desempenho. Para se obter toque (força) satisfatória neste tipo de propulsor, a quantidade de ar e combustível terá que ser suficiente para encher todos os cilindros, obtendo, desse modo, uma queima de combustível mais eficiente.

  Geralmente os motores de 16 válvulas possuem cilindradas à partir de 1.600 cc (cilindradas cúbicas). Com isso a capacidade volumétrica dos cilindros tende a ser maior. Diferente do motor 8 válvulas que são encontrados em carros de cilindradas menores.

  Com esses dados em mãos, podemos dizer que para a queima de combustível ser realizada com 100% de eficiência, um motor de 16 válvulas terá que desenvolver uma aceleração muito maior que um motor de 8 válvulas. Isso além de sacrificar o consumo, aumenta o nível de ruído no habitáculo, o que acaba incomodando bastante o condutor e ocupantes.

  Aumentando a aceleração, as válvulas se abrem e maior ângulo e frequência. Ao mesmo tempo, a injeção eletrônica analisa todos os parâmetros. São eles: Temperatura do ar externo, velocidade do veículo, posição do pedal e borboleta do acelerador e temperatura dos gases de escape (esse medido pela Sonda Lambda), adequando a mistura de ar e combustível.

Qual motor devo escolher?

  Esse fator vai depender da necessidade do condutor. Se o carro será utilizado no circuito urbano, um motor de 8 válvulas será o mais indicado, pois consegue torque e potência em acelerações menores, o que consequentemente, reduz o consumo. A potência desse motor não é tão importante. O que é necessário, é o torque (força). Como no circuito urbano sempre deparamos com engarrafamentos, é comum usar sempre a 1ª e 2ª marchas, e um torque elevado ajuda bastante nessas horas. Porém, se o carro for usado em estradas, é recomendável um motor de 16 válvulas, em razão da maior potência e torque, necessário em retomadas de velocidade. Como nas rodovias, se utiliza a 5ª marcha de forma constante, isso contribui consideravelmente para a redução da rotação do motor.

About these ads

Written by Daniel Mendonça

05/05/2010 at 11:19 pm

Publicado em Automotivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: